Buscar
  • Abraça Infância

ESCUTA ATIVA: Construir relações leva tempo - Por Raquel Soares Fontes ( Educadora Parental e mãe).

✨Construir relações leva tempo. Seja ela qual for... Nosso imediatismo e o senso comum fazem a gente acreditar e até romantizar que nasce uma criança, nasce também uma relação forte de amor e conexão entre mãe e bebê, pais e filhos! A relação realmente nasce em algum momento, mas sua força não acontece do dia para a noite. São pontes (ou muros) em constante construção! São sinapses sendo fortalecidas dia após dia!

✨E essa construção de conexão, tem muito mais haver com escuta do que com fala.

Parece uma habilidade simples, e de fato é, porém, a genuína forma de praticá-la requer um treinamento diário e uma dose razoável de consciência. Quando o adulto se abre para escutar o que a criança tem a dizer, ela também se sente acolhida, apta para escutar, ceder ou negociar para que um conflito seja resolvido. É uma ferramenta de disciplina positiva que não nos custa muito e que traz benefícios imensos nas relações.

E qual o maior impedimento dessa prática?🤔

✨Bom, nem preciso dizer que existe tanta distração e informações na nossa mente que não sobra espaço livre para uma escuta ativa. A fonte genuína da escuta está em focar na outra pessoa e não em si mesmo. Não na sua resposta ou na sua autoridade como pai ou mãe, mas se colocar no lugar da outra pessoa, exercitar a empatia, ver as coisas sob a perspectiva do outro, principalmente quando esse outro é uma criança, com poucas habilidades verbais. É importante ouvir o que é dito mas muito mais importante ouvir o que está por trás das palavras, ou ainda do que NÃO é dito. E isso inclui emoções, sentimentos e necessidades.É aí que está o restante do iceberg...a ponta do iceberg que conseguimos ver, que é o mal comportamento da criança, não nos diz muito sobre suas reais necessidades e emoções, é apenas o ALERTA de que algo não vai bem. É preciso investigar a fundo. E a escuta ativa possibilita tal compreensão. Precisamos limpar o caminho para que informações preciosas possam entrar. É importante se cuidar e achar técnicas que funcionem para você que possibilitem essa limpeza, essa quietude para que possamos perceber as emoções e as necessidades das crianças.

Como disse Willian Ury, antropólogo e especialista em negociação, precisamos achar o espaço de escuta na era da comunicação!

✨Pense que como você, a criança também está desenvolvendo habilidades importante de escuta. Agora imagina que cada pai e mãe esteja aprendendo a ouvir de fato suas crianças e que cada criança do mundo esteja desenvolvendo essa mesma habilidade. Consegue imaginar?

Talvez chegue o dia que por ouvirmos mais uns aos outros, tenhamos menos falas como: "Tenho que falar mil vezes que roupa suja é no cesto" ou "Porque você não me obedece?", POR MAIS: "Obrigada por sua ajuda com a roupa suja" ou "Gosto do jeito como você colabora comigo".

Texto e Foto: Raquel Soares Fontes - Educadora Parental e mãe.


0 visualização

©2018 by Abraça Infância. Proudly created with Wix.com